Tecnologia UVC

Desenvolvidos inicialmente pela empresa americana SETI para a desinfecção da água dos astronautas, os beads de UVC LED eram inacessíveis para outros usos, pois tinham um altíssimo custo de US$ 1,4 mil cada, naquele tempo.

Em 2014, houve um grande salto na utilização de LED depois que três cientistas japoneses (Nakamura, Isamu e Hiroshi) inventaram o LED azul. Pelo feito, ganharam o Prêmio Nobel de Física, já que a invenção foi reconhecida como de grande contribuição para a humanidade. A partir daí, a tecnologia passou a ser utilizada em várias indústrias e é, dia
a dia, aprimorada.

Em uma breve explicação, a luz ultravioleta (UV) é produzida pelo sol, e UVC refere-se à luz UV com um comprimento de onda entre 200-290 nanômetros (uma unidade de medida que equivale a um bilionésimo de 1 metro). A tecnologia UVC LED atual reproduz a luz UVC em um comprimento de onda especial entre 260-280nm.

Esse comprimento de onda permite que essa luz, comprovadamente, elimine 99,99% de germes, bactérias e vírus, pois atua na destruição do seu DNA e RNA. Por isso, tornou a linha de produtos 59S tão pertinente para o nosso dia a dia, principalmente em tempos de pandemia.

É um método de desinfecção não químico que já está sendo utilizado em larga escala em hospitais e aplicações aeroespaciais há mais de duas décadas. Veja abaixo o vídeo que mostra como a luz UVC atua.

VEJA COMO FUNCIONA O PROCESSO DE ESTERILIZAÇÃO